Comemos com os olhos: Manipulação de imagens para culinária japonesa.

Atualizado: Fev 11

É sempre uma incógnita quando falamos de manipulação de imagem na área de comida porque temos medo de estar “enganando o cliente”, certo?


Errado! A manipulação de imagem serve, principalmente, para mostrar ao cliente o que virá no prato e o que será consumido. Por isso, hoje eu vim aqui para explicar porque devemos fazer isso e como podemos fazer da forma mais correta.


Você já passou pela situação de comprar um alimento porque a foto do cardápio ou da embalagem estava maravilhosa e quando você se deparou com o prato veio aquele monstro do Lago Ness?



Pois bem, esse é o tipo de constrangimento e frustração que queremos e devemos evitar.

A manipulação de imagem deve ser feita de forma adequada para cada tipo de situação, deixando a comida o mais real possível. Mesmo assim, devem ser ressaltadas as texturas e as cores, para o cliente conseguir distinguir com mais clareza cada ingrediente, mesmo que isso signifique mudar um pouquiiiiinho a foto ou a forma que o alimento é preparado.




Ok, mas... e na comida japonesa?


  • Bom, primeiro de tudo: a fotografia.

- A fotografia deve ser pensada, acima de tudo, no destaque do alimento.

Tendo em mente que a maior parte da comida japonesa é clara ou branca, devemos procurar pratos que façam esse contraste com os ingredientes claros.


- Depois, devemos ter certeza de que todos os ingredientes foram fotografados com nitidez, uma vez que você precisa de uma foto boa para fazer a manipulação.


- Lembre-se também de fotografar algumas peças individualmente, pois aí a gente pode aproveitar para fazer aquelas coisas bem loucas de comida voando (não tente jogar a comida pelos ares e fotografar depois, acredite em mim, não vai dar certo).


- LUZ, CÂMERA E...: Lembra da luz, por favor. Para a fotografia ficar boa, é preciso que a iluminação seja TOPADA. Lembrando que devem ser feitos alguns truques de sombra que eu posso te ensinar em outro post desses.


  • Ok, Luíza. Fotografei tudo bem bonitinho como você me pediu. E agora?

- Agora tá na hora da AÇÃO: Vamos começar exportando a imagem para o software de preferência. Eu gosto bastante do Adobe Lightroom e do Adobe Photoshop, mas sinta-se livre para usar o software que preferir que tiver maior familiaridade.


- Primeiro vamos equilibrar as cores no Lightroom, dando um pouco mais de saturação nos ingredientes e fazendo com que eles apareçam mais.




- Logo em seguida, podemos dar um pouco mais de contraste para o que é mais claro, mas não seja o louco do contraste para não deixar essa foto crazy.



- Um pouquinho de textura vai deixar essa foto bem nítida! Cuidado que aqui é bem fácil de estragar a foto, então pega leve na textura também.



- Vai pro Photoshop e limpa tudo! Todo tipo de sujeirinha no prato, sal espalhado na mesa, entre outros. Geralemte para esse passo eu uso ou a ferramenta Correção (J) ou a ferramenta Carimbo (S). Conforme vamos fotografando, acabamos deixando marcas, principalmente no prato, então pode limpar tudo. Assim você também consegue deixar a foto mais profissional.




  • Bônus: Comida voadora.

Vou ensinar agora a mágica do negócio, porque acho que um pouco de diversão não faz mal a ninguém, não é mesmo?


1º Recorte: Essa técnica não é apenas para as redes sociais, mas também se você não tem um bom plano de fundo para a sua comida. Você pode recortar o alimento (de preferência no Photoshop) e colocar em um fundo branco ou em outro tipo de fundo que for da tua preferência.


Primeiro selecionamos a ferramenta Caneta (P) e clicamos com o botão esquerdo em uma das arestas da imagem. Sem soltar o botão, arraste para a direção que preferir. Escolha outro ponto e repita isso até completar toda a volta do alimento.



2º Seleção: Clique com o botão direito na foto e escolha a opção Criar seleção.


Assim, tudo que estiver dentro daquela área poderá ser selecionado. Aperte as teclas CTRL+J no Windows ou então Command+J no MAC para criar uma nova camada com a sua seleção.




3º Desfoque: Arraste para onde deseja colocar a comida voando, depois clique em Filtro > Desfoque > Desfoque de Movimento, ajeite o ângulo e a distância como achar melhor e... voilà! Temos comida voando pra todo lugar sem fazer tanta sujeira.



Babadeiro, né? Lembre-se sempre que não fazemos a manipulação de imagem para enganar alguém. Textos legais são necessários sempre que houver manipulações para uso publicitário.


Tente ao máximo não fugir da realidade, pois não queremos frustrar ninguém, não é mesmo?


Espero que com essas dicas você consiga entender um pouco mais desse trabalho incrível que é a fotografia culinária e, se você for designer ou fotógrafo, espero que consiga treinar e melhorar mais ainda as suas habilidades ninjas de Sushishop!


Fotos e edição: Luíza Rosa Alimentos: Akira Cozinha Japonesa